domingo, 20 de julho de 2014

Srs. Responsáveis, segue o cronograma das atividades da escola que serão desenvolvidas nos próximos dia


  •  21/07 (2° feira): PROVÃO

Haverá aula normal nas duas primeiras aulas, da 3° a 5° aula será a aplicação da prova e às 12h30 os alunos serão dispensados.

  • 23/07 (4° feira): CULMINÂNCIA DAS ELETIVAS 
Apresentação das atividades desenvolvidas nas disciplinas Eletivas. Não haverá aula normal neste dia. As apresentações acontecerão das 9h às 12h e todos os familiares e amigos estão convidados.



  • 25/07 (6° feira): REPLANEJAMENTO
Não haverá aula nos dois dias. Reunião pedagógica com os professores.



Observação aos alunos: Verifiquem a sala onde irão fazer o provão com antecedência e compareçam munidos de caneta azul ou preta, lápis e borracha.

Acolhimento 2 semestre 2014

Nets disponíveis no pátio.

                                                        Wi-fi disponível também!


Agora temos uma mesa de pebolim e três de ping-pong
.
A reunião com os jovens acolhedores foi muito produtiva.

Colaboramos com o nosso vice diretor Sr. Sidnei Ribeiro.

Enquanto isso nossos professores estavam reunidos discutindo as atividades do segundo semestre.

Conversaram sobre a culminância das eletivas.

Discutiram sobre as novas eletivas.
Sugeriram ideias e ouviram as sugestões dos colegas.

Discutiram as ações.

Hora do almoço com a família Zulmira.

Estava uma delícia! 

Alunos, professores, funcionários e gestores almoçando juntos. Voltamos a nossa rotina familiar!

Depois da reunião e do almoço, um treininho na academia nunca é demais!

Jovens Acolhedores iniciando o Dia do Acolhimento.

Dupla dinâmica Vanessa Cardoso e Luciana Fachini.

                                                      Professores da família Zulmira

Equipe nota mil.

Um bom bate papo.

Jovens protagonistas realizando os últimos preparativos para o acolhimento.

Colocando a conversa em dia. 

Enquanto isso os professores estavam reunidos com a equipe gestora - formação continuada.

Professores da área de humanas.  Lívia GuaraldoRodrigo MenezesDeize Marcelino e Julio Ricardo.


Professores, residentes, gestores e muita discussão.

Ciências da natureza e matemática - momento de reflexão.

Ações de Acolhimento com os alunos

As dinâmicas foram ótimas.

Após o almoço, acolhimento dos professores.

Muita alegria e compromisso de toda a equipe!


                                                É sempre bom ser acolhido com carinho!


                                           Muita atenção e orgulho dos jovens protagonistas.

                                                              A dinâmica foi ótima.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Prepare-se para o vestibular

 Prepare-se para o vestibular com o cursinho online totalmente interativo! A plataforma permite que os alunos obtenham orientações simultâneas de um monitor sobre erros e acertos:  http://bit.ly/1pFVntl

terça-feira, 17 de junho de 2014

Gincana organizada pelo grêmio da escola



Parabéns pela ação protagonista!!!

Texto Auxiliar do Provão – 2º Ano – Física

A professora de Física, Maria Aparecida está disponibilizando alguns textos que auxiliaram os alunos dos 2º anos A, B, C e D para a realização do Provão.
Conteúdos e temas: calor como radiação, efeito estufa e camada de ozônio.

Competências e habilidades: avaliar cientificamente hipóteses sobre aquecimento global e suas consequências ambientais e sociais; perceber o papel desempenhado pelo conhecimento físico no desenvolvimento da tecnologia e a complexa relação entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente; selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.



   Há décadas que diversos pesquisadores alertam que o descuido do homem com o meio ambiente trará sérios impactos para nosso planeta. Fomos alertados sobre as diferentes catástrofes que podem ser causadas pelo aquecimento global. Infelizmente, hoje em dia, elas se tornaram realidade em todos os continentes. 
A mídia tem noticiado a ocorrência de ondas de calor nunca registradas na história. Da mesma forma, ocorrem tempestades tropicais e furacões que destroem tudo por onde passam. Desconfiamos que parte disso se deva à ação humana.
  Algumas regiões do globo sofrem com secas intermináveis, onde antes havia água em abundância, enquanto outras regiões são devastadas por fortes enchentes. Todo esse desequilíbrio provoca incêndios florestais, derretimento das geleiras nos polos e uma série de outros desastres naturais que fogem ao nosso controle. 
Com o objetivo de entender o aquecimento global, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (Intergovernamental Panel on Climate Change – IPCC). Esse órgão faz pesquisas e produz relatórios que trazem as principais causas do problema e aponta soluções para amenizar o impacto ambiental causado pelas ações humanas. 
Em 2007, foi divulgado um relatório no qual, pela primeira vez, por meio de uma análise científica, o homem foi responsabilizado pelo aquecimento global. De acordo com o IPCC, se o crescimento atual dos níveis de poluição da atmosfera for mantido, a temperatura média do planeta subirá 4 graus até o fim do século. Isso pode gerar catástrofes naturais, como a extinção em massa de animais e de plantas, elevação do nível dos oceanos e devastação de áreas litorâneas. 
O melhor caminho apontado pelos pesquisadores é a redução da emissão de gases do efeito estufa, que impedem a dissipação do calor, esquentando a atmosfera e o planeta. O efeito estufa pode ser entendido por meio de um fato corriqueiro, que certamente você já deve ter percebido ao entrar em um carro exposto ao Sol. É fácil notar que o seu interior se aquece muito, ficando mais quente que o lado de fora. 
A luz solar, por ser uma onda eletromagnética capaz de atravessar o vidro do carro, incide nos objetos internos, que absorvem essa radiação aumentando sua temperatura. Eles então passam a emitir radiação na forma de calor. Como o vidro é opaco para a radiação infravermelha, ele a impede de sair, deixando o interior do carro muito quente. Além disso, o vidro é um mau condutor de calor, dificultando a troca de calor por condução com o ambiente externo. A mesma explicação se dá para o funcionamento de uma estufa usada para o cultivo de plantas.
                                                                                      O efeito estufa

O efeito estufa é um mecanismo natural que ocorre na Terra em razão de sua atmosfera. Nosso planeta recebe diariamente a energia do Sol, que é absorvida e reemitida para o espaço na forma de calor (radiação infravermelha). Contudo, uma parcela desse calor volta para a Terra, refletida pela atmosfera. Na atmosfera, além de vapor-d’água, existem também o gás carbônico ou dióxido de carbono (CO2), o metano ou gás natural (CH4) e o óxido nitroso (N2O), entre outros gases, que causam esse fenômeno.
 Esses gases permitem a passagem da luz solar (radiação na faixa do visível), mas absorvem a radiação infravermelha emitida pela Terra, devolvendo-a para a superfície (mesmo presentes na atmosfera, o oxigênio e o nitrogênio não colaboram para o efeito estufa, porque são transparentes tanto para a luz solar como para o infravermelho). Isso é o que chamamos efeito estufa, ou seja, processo pelo qual os gases presentes na atmosfera impedem o retorno ao espaço do calor emitido pelo Sol durante o dia, conservando, assim, energia para os períodos noturnos do planeta. Com isso, o calor recebido pelo nosso planeta durante o dia mantém sua temperatura de certa forma elevada durante a noite, conservando a amplitude térmica moderada.
 Diferentemente do que muitas pessoas acreditam, o efeito estufa é um fenômeno que sempre existiu, é importante para a vida e sempre foi um regulador da temperatura da Terra. Sem o efeito estufa, a Terra seria um planeta gelado à noite, já que ele é o responsável por mantê-la aquecida e fornecer as condições necessárias para o surgimento e a manutenção da vida. O perigo é o aumento descontrolado desse efeito.
        
A camada de ozônio

Além do efeito estufa, constantemente aparece na mídia a expressão o buraco na camada de ozônio. Será que esses fenômenos são os mesmos? Ainda que estejam relacionados à atmosfera, não significa que eles sejam a mesma coisa. A camada de ozônio é uma faixa da atmosfera cuja principal importância é o bloqueio dos raios ultravioleta (UV) emitidos pelo Sol durante o dia, protegendo o ser humano, os animais e as plantas.
 Ainda que na superfície terrestre o ozônio contribua para agravar a poluição do ar das cidades e a chuva ácida, na estratosfera (entre 25 e 30 km acima da superfície), ele é um filtro a favor da vida, pois esse tipo de radiação traz sérios danos aos seres vivos, como o câncer de pele. Diversas substâncias químicas acabam destruindo o ozônio ao reagirem com ele, como os óxidos nítricos e nitrosos expelidos pelos exaustores dos veículos, e o CO2, produzido pela queima de combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo. 
Os gases chamados clorofluorcarbonos, os CFCs, presentes em aparelhos de ar-condicionado, refrigeradores e em alguns aerossóis, são os que mais destroem essa camada. Depois de liberados no ar, os CFCs demoram cerca de oito anos para chegar à estratosfera. 
Nessa etapa, quando atingidos pela radiação ultravioleta, eles se desintegram e liberam cloro. Cada átomo de cloro vai romper uma molécula de ozônio (O3), formando monóxido de cloro (ClO) e oxigênio (O2). 
Agora, esse monóxido de cloro, ao se combinar com o oxigênio, libera mais átomos de cloro, que passam a reagir com outra molécula de ozônio. Cria-se uma reação em cadeia, de modo que uma única molécula de CFC pode destruir 100 mil moléculas de ozônio. Como o oxigênio é incapaz de proteger o planeta dos raios ultravioleta, formam-se “buracos” na camada, que possibilitam uma entrada crescente da radiação UV.

              Efeito estufa

Por que o efeito estufa é considerado uma ameaça à vida na Terra? Isso está correto? Não. Ele em si não é um vilão. O que deve ser temido é um aquecimento de grandes proporções, já que o efeito estufa tem se tornado cada vez mais intenso devido à poluição ambiental provocada pelo homem, por meio da queima de combustíveis fósseis como derivados de petróleo, carvão e pela queima de matérias orgânicas como madeiras, vegetais etc. Esse efeito estufa indesejável tem alterado consideravelmente a temperatura do globo. A temperatura média da Terra é de 15 ºC há milhares de anos. 
Contudo, no último século, houve um aumento de cerca de 0,5 ºC. Alguns pesquisadores atribuem esse aumento à emissão desenfreada de gases (principalmente CO2 e CH4) na atmosfera, o que acentua o efeito estufa, elevando a temperatura global. Por exemplo, o acréscimo da concentração de dióxido de carbono (CO2) está relacionado à combustão de carvão, usado na geração de energia elétrica, e do petróleo, usado nos meios de transporte.
Caso essa concentração na atmosfera aumente muito, quase todo o calor voltará para a Terra, aumentando sua temperatura cada vez mais, modificando as condições ambientais, transformando terras férteis em solos áridos, causando o derretimento das calotas polares, o aumento do nível médio dos mares, a inundação das regiões litorâneas, a desestabilização das estações do ano, entre outras consequências climáticas. 
O aquecimento global deve ser entendido como o resultado do lançamento excessivo de gases de efeito estufa na atmosfera, sobretudo o dióxido de carbono (CO2), gases que tornam o planeta cada vez mais quente por dificultarem a saída da radiação solar recebida. Por isso, discute-se tanto a necessidade de se buscar “combustíveis limpos”, diferentes dos combustíveis fósseis, como petróleo, carvão e gás natural, que liberam esses gases nocivos em sua queima. 

Da mesma forma, deve-se combater o desmatamento, principal responsável pela emissão desses gases no Brasil. Ao desmatar as florestas, queima-se a madeira que não tem valor comercial, fazendo o gás carbônico (CO2) contido na fumaça que vem desses incêndios subir para a atmosfera e se acumular a outros gases, aumentando o efeito estufa.
Diante de um cenário tão assustador, é possível ter esperanças? Sim! Os relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) mostram que, da mesma forma queas atividades humanas causaram o aquecimento global, nossas ações também podem contê-lo. 
 Devemos buscar maneiras de reduzir as emissões dos gases que acentuam o efeito estufa. Isso pode ser feito por meio de mudanças em nossas atitudes, como evitar desperdícios de energia e organizar o lixo de modo a facilitar a reciclagem de materiais. Contudo, o aquecimento global não será contido apenas com a publicação dos relatórios do IPCC, já que a ONU não tem o poder de obrigar as nações a tomar providências. 
Para que possamos conseguir reverter essa situação, é necessário um esforço global. Mas você, como cidadão, deve fazer sua parte, sem esperar que o governo peça ou cobre de você. Posicione-se! Devemos todos lutar pelo nosso planeta.
Elaborado por Guilherme Brockington especialmente para o São Paulo faz escola.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Inscrições para o Enem 2014

                   Inscrições para o Enem 2014   



O sistema de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 foi aberto às 9h desta segunda-feira (12). As inscrições podem ser feitas até as 23h59 do dia 23,no site http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoEnem/
O exame será realizado nos dias 8 e 9 de novembro, e a expectativa é que até 8,2 milhões de estudantes se inscrevam este ano. Os candidatos podem tirar dúvidas sobre a inscrição em um passo a passo produzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pelo exame, no site enem.inep.gov.br.

Orientação de Estudos com foco nos valores e Projeto de Vida.


               Aula de Orientação de Estudos com foco em valores e Projeto de Vida

domingo, 11 de maio de 2014

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Para entrar no clima do Dia das Mães selecionamos este vídeo para vocês!!!

  Um trabalho extremamente exigente, sem férias, sem hora para descanso, 24 horas por dia, 7 dias da semana.
as exigências para o cargo variam desde que a pessoa tenha capacidade de trabalhar em pé a maior parte do tempo, alta habilidade de negociação até graduação em medicina, finanças e artes culinárias.
        O trabalho mais importante do mundo é também o mais difícil.